Tempo - Tutiempo.net

Golpista: Eduardo Bolsonaro chama golpe na Bolívia de “mentirinha” e “encenação”

Eduardo Bosonaro

Eduardo Bolsonaro, deputado do PL – SP , afirmou no Twitter que a invasão do exército ao palácio presidencial da Bolívia no dia, 26 de junho, foi um “golpe de mentirinha” arquitetado pelo próprio presidente Luis Arce.

De acordo com o político, também acusado de golpista, a tentativa de  golpe na verdade foi uma encenação, um plano entre o general Juan José Zúñiga, apontado como líder da invasão, e o presidente atual.

Bolsonaro se baseou na teoria de Maria Anelín Suarez, boliviana com cerca de 2 mil seguidores no TikTok, que postou um vídeo sobre isso.

Ele entende muito sobre esse assunto, comenta-se que tentou montar um, sem sucesso.

Arce armou golpe na Bolívia?
De acordo com Eduardo Bolsonaro, o motivo por trás da falcatrua de golpe seria “diante da baixa popularidade do presidente […] despertaria comoção em favor dele.” O golpe também serviria para o presidente ver quem, dentre outros políticos, de fato o apoia.

… sobre esse tipo de publicação os Bolsonaro são mestres, resultado de um QI muito abaixo do  normal.

Ainda, o fato do exército precisar atuar no “golpe de mentirinha”, como chamou Bolsonaro, enfraqueceria tanto os militares quando o regime democrático boliviano:

“[ Sic ] os militares viram alvo de críticas e perdem crédito junto a sociedade, enfraquecendo qualquer eventual ação futura para de fato preservar a verdadeira democracia (vontade da maioria).”

O intuito do golpe, afirmou o político brasileiro, seria, além de gerar comoção, acumular poder, destruir a oposição e ser reeleito em 2025:

“Vamos ver se o atual presidente Arce vai seguir a encenação, considerar o teatrinho que ele mesmo fez como uma possibilidade real de golpe e angariar mais poder para si […]”

Além disso esqueceu que disse na Tribuna da Câmara sobre uma eventual ação futura de militares  na Bolívia, muito antes da tentativa de golpe.

IG com edição do cljornal.

OUTRAS NOTÍCIAS