Pablo desafia deputado Zé Neto a provar acusações

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

O clima está quente nos bastidores da política feirense. Na manhã desta terça-feira (25), em pronunciamento na Câmara Municipal, o vereador Pablo Roberto (PT), voltou a falar a respeito do escândalo que envolve seu nome e vem agitando o cenário político de Feira.

 

Em relação à acusação de que ele, Pablo, faria parte de um grupo de extermínio, o vereador disse que ficou esclarecido ao ir até a 2ª Delegacia de Polícia, no bairro Sobradinho na tarde de segunda-feira (24) para prestar depoimento ao delegado Ricardo Brito, que o processo criminal é de tentativa de homicídio contra um interno da Case Zilda Arns, a quem Pablo teria também encomendado o assassinato do diretor da unidade, Leudérico Rodrigues.

 

O vereador petista nega as acusações:”Não consta nenhum processo que me envolva em grupo de extermínio, diferente do que foi espalhado na cidade … Peço ao Deputado Zé Neto que prove que sou bandido, ou provarei que ele é mentiroso” disparou Pablo.

 

Pablo afirma que trata-se de um plano engendrado pelo deputado para que ele se retire do Partido dos Trabalhadores. O edil informou também, que autorizou a quebra de seu sigilo telefônico e se colocou à disposição da polícia para colaborar com as investigações.

 

Pablo diz que são boatos e que do PT não sai, e até que se mexa nos pormenores desta história, e se prove o que é invenção ou fato, a guerra entre os petistas continua.

 

 

 

Fonte: Texto: Alana Nascimento/ Foto: Web

OUTRAS NOTÍCIAS