Senador bolsonarista acondiciona cédulas em órgão excretor deixando transparecer o que de fato é dinheiro sujo/ Por Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Chico guarda dinheiro no "chico"

Não é de agora que bolsonaristas vêm tendo verdadeira fixação com relação ao órgão excretor humano. Dentre as muitas tentativas merece atenção do fato da orientação feita pelo prefeito emedebista Volnei Morastoni, município de Itajaí, Santa Catarina. Que recomendou remédio que não tem eficácia comprovada contra o coronavírus, através de aplicação do ozônio via retal.

Agora surge o Senador vice-líder do governo bolsonarista Chico Rodrigues (RR), que foi flagrado pela Polícia Federal portando dinheiro literalmente sujo na cueca e no ânus, cerca de 30 mil reais.

Isso aconteceu logo após o Bozo, em um pronunciamento patético, ter afirmado que extinguiu a operação Lava jato por não mais existir corrupção em seu desgoverno.

Por ironia não se sabe de quem, ou do próprio destino, Léo Índio, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro, trabalha como assessor parlamentar do senador, desde 2019, que encontrou um local ideal para acondicionar dinheiro sujo, o rabo. Pelos serviços prestados, o assessor recebe um salário, nada modesto, de R$ 22.943,73 mensais.

O primo do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) tem o cargo “SF02”, um dos mais altos do Senado, com salário de R$ 22.943,73 mensais. Ele é filho de Rosemeire Nantes Braga Rodrigues, irmã de Rogéria Nantes, ex-mulher de Jair Bolsonaro e mãe dos três filhos mais velhos do presidente. Rogéria disputa uma vaga na Câmara Municipal do Rio.

A famílicia bolsonaro é vista com frequência nos corredores do Palácio do Planalto, mesmo os que ainda não tem cargo por lá. Boa parte das cédulas a do valor encontrado em posse do parlamentar bolsonarista estaria escondida nas partes íntimas do senador, os agentes teriam se dado conta de que ele também estaria escondendo dinheiro entre as nádegas.

A publicação diz ainda que algumas notas estariam, inclusive, sujas de fezes. Como muito bem foi citado por Helder Salmão em seu twitter: “ A era Bolsonaro não para de envergonhar o Brasil. Agora mostrou o que é de fato “dinheiro sujo”.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS