Tempo - Tutiempo.net

Vereador Tom líder político do Bairro Rua Nova defende executivo

Após ouvir atentamente críticas feitas pelos vereadores da oposição ao prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM), o vereador Ewerton Carneiro, o Tom (PTN), usou seu tempo no horário do grande expediente da Câmara, desta quarta-feira (13), para fazer a defesa do chefe do Poder Executivo.

 

“Não posso ficar calado no dia de hoje. Ouvi o vereador Isaías de Diogo (PPS) falar do trabalho dos agentes de endemias e vejo que o prefeito está se empenhando para manter a ordem e não permitir que a cidade sofra uma epidemia. Hoje, ouvi no programa Acorda Cidade a secretária de Saúde do Município afirmando que está havendo uma força-tarefa na cidade para combater o mosquito Aedes aegypti”, disse.

 

Direcionando sua fala para o vereador Edvaldo Lima (PP), que fez duras críticas ao Governo do Município, por conta do atraso nas obras do Mercado de Arte Popular, Tom disse que as denúncias contra o poder público municipal devem ser feitas com provas.

 

“Zé Carneiro informou que não foi esta administração quem fechou o MAP. Então, ninguém pode falar o contrário, porque o prefeito se empenha para o desenvolvimento de Feira de Santana. É preciso muito critério para fazer as denúncias e provas. Edvaldo, traga provas e não venha a esta tribuna trocar gato por lebre”, defendeu.

 

Tom comparou os vereadores de oposição desta legislatura com os de legislaturas passadas.

 

“Acompanhei nesta Casa vereadores que faziam oposição com clareza e documentos. Aqui tinha Roberto Tourinho, Angelo Almeida e Marialvo Barreto, que sempre tinham documentos em mãos quando queriam fazer denúncias. Para falar do prefeito é preciso muito quinhão”, disse.

 

Em aparte, o vereador de oposição Beldes Ramos (PT) garantiu que, na próxima segunda-feira (18), fará denúncias com base em documentos e lembrou que o vereador Tom já teceu críticas ao prefeito José Ronaldo.

 

“Na próxima segunda-feira vou trazer uma denúncia a esta Casa com base em documento e quero lembrar que já ouvi Vossa Excelência dizer que o prefeito José Ronaldo tratava todos na base do chicote”, disse.

 

Para finalizar, Tom fez sua defesa. “Eu hoje sigo o prefeito José Ronaldo e desafio Vossa Excelência se, depois que cheguei a esta Casa este ano, falei algo contra o prefeito José Ronaldo.

 

Falei aqui de Antônio Malvadeza (se referindo ao político Antônio Carlos Magalhães), mas não do prefeito. Isto Vossa Excelência pode fazer uma busca nos anais desta Casa”, findou.

Fonte: Ascom/cljornal

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS