Vereadores de Feira “tiram o corpo fora” quando o assunto é IPTU

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Com uma maioria esmagadora de aliados na Câmara Municipal de Feira de Santana, o prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) não costuma encontrar dificuldades para ter seus projetos aprovados no legislativo feirense.

 

Porém, a coisa muda de figura quando o povo se revolta com as decisões do legislativo, como está ocorrendo com o aumento abusivo do IPTU de Feira que em alguns casos chega a 400%.

 

Os vereadores da base governista se sentiram ofendidos com o secretário da Fazenda Expedito Eloy que esteve no ano de 2013 na Casa para apresentar a proposta de aumento do imposto, e que tentou nesta semana a todo custo jogar a responsabilidade do aumento do IPTU para os edis, afirmando que foram eles mesmos que o aprovaram.

 

O vereador José Carneiro (PSL), saiu em defesa dos seus pares afirmando que a culpa não é dos vereadores. “A Câmara chancelou sim a lei, mas quem elaborou não foi essa Casa, foi o poder executivo junto com a Secretaria da Fazenda. Nós temos culpa por que aprovamos, mas quem mandou foi o principal culpado”, afirmou José Carneiro.

 

O prefeito José Ronaldo, temendo a repercussão dos carnês com valores exorbitantes já está tomando precauções, e se reuniu nesta semana com empresários da cidade para dar um “cala boca” na categoria, afirmando que aproximadamente 4 mil carnês teriam sido emitidos com erro e que caso a caso poderiam ser revistos.

 

Resta saber se a mesma complacência será aplicada ao povo que se prepara para reagir ao aumento abusivo com ações judiciais e a ameaça de um calote coletivo.

 

 

Fonte: Texto: Alana Nascimento / Foto: Web

OUTRAS NOTÍCIAS