‘Tudo de Novo’ relata trajetória do grupo Roupa Nova

 

A história do grupo Roupa Nova é contada pela jornalista Vanessa Oliveira no livro Tudo de Novo, uma publicação que relata sem maniqueísmo as personalidades de cada um dos seis integrantes, o preço do sucesso e, principalmente, a capacidade de se adaptar dentro do mercado que os forjou.
Inicialmente, o grupo resistiu à ideia do livro. Na primeira reunião entre a autora e os músicos, em 2010, eles perguntaram a Vanessa se o livro seria publicado mesmo sem autorização. “Se vocês não autorizarem eu coloco de graça na internet. A história de vocês precisa ser conhecida”, foi a resposta. Aos poucos, Cleberson Horsth, Ricardo Feghali, Kiko, Nando e Paulinho abriram suas casas, corações e baús. A exceção foi Serginho. De personalidade reservada, não forneceu depoimento e nem compareceu às sessões de autógrafos do livro.

“No caso do Serginho, tive de recorrer a outras fontes. Ele é uma pessoa que gosta de manter a vida privada. Mas nada foi imposto em nenhum momento por nenhum deles, ninguém me impediu de nada”, afirma Vanessa, fã do Roupa Nova desde criança. Ela conta que sua principal motivação ao escrever o livro era desfazer alguns mitos, entre eles o de que o grupo só fez sucesso por conta de músicas em trilhas de novela.

O livro também disseca os bastidores das colaborações do Roupa Nova com grandes nomes da MPB. Milton Nascimento, fã de primeira hora da banda, chamou o grupo para fazer a base de duas músicas do álbum Caçador de Mim (1981), entre elas Nos Bailes da Vida, e se tornou uma espécie de padrinho da banda. Com Rita Lee e Roberto de Carvalho, eles participaram do álbum lançado pela dupla em 1982, no qual consta Flagra e Cor de Rosa Choque.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS