Tempo - Tutiempo.net

“Bolsonaro é o maior mentiroso da paróquia”, afirma Gleisi depois da prisão de Milton Ribeiro

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), criticou Jair Bolsonaro (PL) nesta quarta-feira (22) depois que a Polícia Federal (PF) prendeu o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, em Santos (SP), durante investigações sobre tráfico de influência e corrupção na liberação de dinheiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

“Bolsonaro é o maior mentiroso da paróquia, tá dizendo que afastou Milton Ribeiro por iniciativa própria e que o ministro negociava verba por sua conta.

Falácia! O pastor pediu demissão e tem áudio provando que a orientação pra negociata era do presidente. Essa conta é sua, Bozo!”, escreveu a parlamentar no Twitter.

A PF iniciou as investigações após a divulgação de um áudio, em março, quando Ribeiro afirmou que, a pedido de Bolsonaro, liberava dinheiro do MEC por indicação de dois pastores, Arilton Moura e Gilmar Santos.

O juiz Renato Borelli, da 15ª Vara Federal em Brasília, recusou um pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-ministro e determinou a transferência dele para a capital federal.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) voltou a trabalhar com o objetivo de reunir assinaturas para a criação da CPI (Comissão Parlamantar de Inquérito) do MEC.

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) também defendeu a abertura da uma CPI.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS