Tempo - Tutiempo.net

Delirium Tremens: Isolado, Ciro diz que Lula teria planejado perder eleições de 2018

Ciro Gomes purgante de minhoca

Ciro escorrega no tomate e viaja na maionese.

Isolado na política brasileira, o pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, afirmou na segunda-feira (28) que o ex-presidente Lula (PT) teria planejado “o que está acontecendo” no país.

Esse cara se nazificou, está com a cueca ao avesso ou pirou de vez.

“O Lula planejou o que está acontecendo no Brasil. Perder as eleições para que o povo esquecesse o escândalo da ladroeira generalizada, da corrupção generalizada, e a crise econômica mais grave do Brasil”, declarou à TV Tropical, afiliada à Record no Rio Grande do Norte, o pré-candidato que tem cerca de 7% das intenções de voto, de acordo com a última edição da Quaest (BR-06693/2022).

Basta um Bolsonaro. Olha aí Bozo, você tem um forte concorrente para um tratamento psiquiátrico.

O ex-presidente Lula foi impedido de disputar as eleições em 2018, quando já era favorito para voltar à Presidência, por estar injustamente preso em Curitiba em decorrência da perseguição política promovida pela Lava Jato.

Lula ficou preso por 580 dias, afastado da família, até ser solto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que reconheceu a incompetência e a parcialidade do ex-juiz Sergio Moro (Podemos).

Com Lula na cadeia, o PT lançou o ex-ministro Fernando Haddad como candidato a presidente em 2018. Haddad avançou para o segundo turno contra Jair Bolsonaro (PL), mas perdeu. Ciro Gomes, que saiu da disputa já no primeiro turno, preferiu viajar a Paris, França, a apoiar Haddad contra Bolsonaro.

O pedetista diz não se arrepender de não ter apoiado Haddad: “não me arrependo de jeito nenhum. O debate vai esclarecer”. Brasil.

Vai esclarecer o quê? inválido mental. Purgante de minhoca. cljornal

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS