Família fica soterrada após queda de prédio em Aracajú

Eles ficaram 34 horas sob os escombros. Mesmo ferida, a mulher amamentou o bebê Ítalo Miguel, de 11 meses, durante o período em que a família permaneceu soterrada. Segundo os bombeiros, o bebê foi retirado ainda com vida, mas morreu a caminho do hospital.

A criança havia sido retirada no início da tarde deste domingo (20) junto com o pai, a mãe e a irmã.

O prédio de quatro andares desabou, no sábado (19), por volta das 2h, no bairro Coroa do Meio.

O servente de pedreiro Geraldo da Silva, Vanice de Jesus, 31 e Ane Gabriele, 8, foram retirados dos escombros e levados para o Hospital de Urgência de Sergipe, onde passam por exames.

As informações são da major Maria Souza, assessora de comunicação do Corpo de Bombeiros, que chorou ao dar entrevista.

Parentes, amigos e curiosos acompanharam o trabalho dos bombeiros e comemoraram a cada vítima retirada dos escombros.

A família estava dormindo quando o edifício veio abaixo e só foram localizadas horas depois, no fim da tarde de sábado. Cães treinados foram fundamentais nas buscas. A operação de retirada das vítimas se tornou complexa pelo tamanho do terreno, a grande quantidade de concreto acumulado e o risco de uma laje ceder durante o trabalho de resgate.

Foram mais de 24 horas para que os bombeiros conseguissem fazer um buraco para dar água e alimento à família. O prédio já estava na fase final da construção e possui alvará da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e licença para realizar obras desde 2012.

Fonte: RedaçãoEstadão

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS