Forte campanha pelo julgamento da suspeição de Moro enquanto ele se prepara para deixar o Brasil

Julgamento de Moro sobre suspeição

O Comitê Lula Livre fará uma campanha com o mote “Justiça lenta é injustiça”. O objetivo é pressionar o Supremo Tribunal Federal (STF) pela votação imediata do habeas corpus no qual a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apontou a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro.

Enquanto isso, o ex-juiz está se preparando para abandonar o país e largar a política.

O ex-presidente Lula foi condenado sem provas no processo do triplex em Guarujá (SP) por Sérgio Moro, que emitiu a ordem de prisão sem o esgotamento de todos os recursos judiciais.

Várias irregularidades da Lava Jato foram reveladas pelo Intercept Brasil. De acordo com a série de reportagens do site, Moro agia como uma espécie de assistente de acusação e orientava procuradores sobre como proceder nos processos.

Cogitado como um dos nomes da direita para a disputa presidencial de 2022, Moro pode morar no exterior, dando aulas de direito. Ele estaria sendo pressionado pela família a sair do Brasil.

Moro vai deixar o país

“A mulher dele, Rosângela Moro, tem repetido a interlocutores que o marido já deu a contribuição que tinha que dar ao país e que a política partidária, com seus embates selvagens, não seria para ele. Estaria na hora de novamente cuidar da vida pessoal e profissional”, acrescenta.

Moro tem demonstrado pouco apetite para uma disputa eleitoral, embora seja um dos potenciais nomes da direita brasileira, embora abaixo de Bolsonaro.

Cljornal com informações do Brasil 247

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS