Tempo - Tutiempo.net

Governo Bolsonaro deixará prejuízo de R$ 281 bilhões no caixa do Planalto

Bolsonaro deixará prejuízo de 281 bilhões

Com a implementação de medidas eleitorais adotadas pelo governo de Jair Bolsonaro (PL) e pelo Congresso, haverá o desfalque de R$ 178,2 bilhões no caixa do Planalto em 2023.

O valor aumenta para R$ 281,4 bilhões com a redução do caixa dos governadores e dos prefeitos devido à desoneração permanente do ICMS dos combustíveis, energia, transporte e comunicações e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), segundo informações do Estadão.

Caso tenha reajuste no salário dos servidores federais, o prejuízo pode chegar a R$ 306,4 bilhões, de acordo com o jornal.

Também entra na lista um custo adicional de pelo menos R$ 60 bilhões para financiar em 2023 a permanência do piso de R$ 600 do benefício do Auxílio Brasil, medida que já foi antecipada pelos dois candidatos que lideram as pesquisas de intenção de voto para presidente: Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Bolsonaro (PL).

Está previsto ainda o gasto de R$ 25 bilhões, a partir de março do próximo ano, para o reajuste do salário dos servidores públicos de 10%, um percentual de correção que não repõe nem a metade da inflação acumulada de 25% para o período de 2020 a 2022.

O aumento salarial dos servidores é dado como certo após o congelamento dos salários neste ano e de Bolsonaro quebrar a promessa de correção de 5%.

Em relação aos impactos do corte do IPI, dos R$ 27,4 bilhões de redução de receitas do imposto em 2023, R$ 11,2 bilhões seriam da União e o restante, R$ 16,2 bilhões, dos estados e municípios.

A conta não inclui os efeitos das medidas que estimulam o consumo e o crédito, como a liberação do FGTS, o financiamento às micro e pequenas empresas e o lançamento do empréstimo consignado aos beneficiários do Auxílio Brasil.

Bolsonaro se consolida como uma praga de gafanhotos.

Beatriz Castro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS