Tempo - Tutiempo.net

Lewandowski autoriza compartilhamento de mensagens hackeadas de Deltan com ação que o condenou a indenizar Lula

Deltan Dallagnol e o ministro Lewandowski

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), deferiu um pedido da defesa de Lula e autorizou o compartilhamento de mensagens obtidas de Deltan Dallagnol com a ação que condenou o ex-procurador da Lava Jato a indenizar o ex-presidente no ‘caso PowerPoint’.

A informação é da coluna Maquiavel, na revista Veja.

A ação tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em março, a 4ª Turma do STJ condenou Dallagnol a indenizar Lula em R$ 75.000 por dano moral.

O caso diz respeito às acusações infundadas feitas pelo ex-procurador diante da imprensa em 2016 por meio de um PowerPoint, que colocava Lula como chefe de um suposta organização criminosa, fato que não se comprovou ao longo dos últimos seis anos.

A decisão de Lewandowski autoriza o uso das mensagens hackeadas do Telegram de Dallagnol e apreendidas pela Polícia Federal (PF) na Operação Spoofing, em 2019.

A defesa de Lula aponta que o ex-procurador criou um fundo com valores recebidos por palestras e que teria o objetivo de arcar com eventuais condenações na Justiça ao pagamento de indenizações.

As mensagens são datadas dos meses seguintes a dezembro de 2016.

Diante da criação do fundo, os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins apontam possível “estelionato” de Deltan Dallagnol ao ter aberto uma vaquinha virtual via Pix para arrecadação de recursos que paguem a indenização determinada pelo STJ.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS