Tempo - Tutiempo.net

Lula no Podpah bate recorde de audiência e enfrenta a antipolítica

Lula bate recorde de audiência no Podpah

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o grande assunto nas redes sociais ontem.

Com a entrevista de Lula a Mítico e Igão, do podcast Podpah de] quinta-feira (2), as menções ao nome do ex-presidente no Twitter chegaram a superar a do Atlético Mineiro, mesmo depois de o time alcançar seu bicampeonato nacional com uma virada espetacular sobre o Bahia.

O público alvo do canal, que tem 4.3 milhões de inscritos no YouTube, é a juventude.

Assim, no bate-papo, Lula pôs em prática seu habitual bordão – o de que tem 76 anos de idade, mas com tesão de 20 para travar a luta política. E utilizou sua habilidade de comunicador popular para desconstruir a antipolítica que levou o neofascismo ao poder no país.

Sempre com a preocupação de explicar que quem não se interessa pela política acaba governado, queira ou não queira, por quem se apropria dela.

O ex-presidente, hoje favorito para vencer mais eleição presidencial, sabe que uma das principais aliadas da desinformação. E que, portanto, uma de suas principais adversárias nas eleições de 2022 é a antipolítica.

“Você pode não gostar de política, ficar falando que todo político é ladrão. Mas você tem que pensar no país. Então, seja você o político porreta que você quer!”, disse.

“Se você está descontente com alguma coisa, é com política que você vai mudar. Você tem que participar. Quanto mais politizado você for, mais porreta você será, pois é a sua mensagem que vale.”

Na conversa – que teve futebol, cultura – teve até um “didático” confronto com as teorias conspiratórias do mercado financeiro, que o tratam como bicho-papão por meio de seus colunistas na imprensa.

Linguagem simples
Ao rebater “mercadistas” que tentam construir uma chapa de “terceira via” para enfrentá-lo em 2022, Lula lembrou que o PT iniciou seu governo em 2003 com desemprego acima de 12% e chegou ao final do primeiro mandato de Dilma Roussef, em dezembro de 2014, com 4%.

E que o salário mínimo teve aumento real de 70% sem causar inflação. Além disso, observou que começou devedor do FMI e terminou credor. Lembrou ainda ter baixado a dívida pública de 60% para 35% do PIB, deixando ainda uma poupança interna (reservas cambiais no Banco Central) de US$ 370 bilhões – cerca de R$ 2 trilhões.

Provocado com a pergunta se “pobre pode comer camarão” – presente numa das exibições do filme Marighella a uma ocupação do MTST –, Lula foi categórico.

“Pode e deve. Até porque é ele que pega. Ele que pega o camarão, constrói o carro, faz a roupa que você está vestindo. Então, ele (o pobre) tem o direito de ter as coisas que ele produz.”

Recordes
A entrevista de Lula ao canal do Podpah do YouTube já mais 3,3 milhões de reproduções na manhã desta sexta-feira (4).

Isso depois de ter encostado, ao vivo, em 300 mil visualizações simultâneas com tempo médio de quase 13 minutos de permanência. Com o desempenho, o ex-presidente registrou pico de mais de 300% de novos usuários que o citaram no Twitter nas últimas 24 horas.

O crescimento levou a um volume de menções 93% maior do que o de Jair Bolsonaro, que transmitia ontem no mesmo horário sua live semanal para 90 mil visualizações.

Não é a primeira vez que uma performance de Lula junto ao público jovem tem desempenho arrasador.

Sua entrevista ao podcast Mano a Mano, do rapper Mano Brown, é 1º lugar na lista de episódios mais ouvidos no Spotify em 2021. O Mano a Mano, lançado em agosto deste ano, é o 2º mais ouvido no país.

Paulo Donizetti de Souza,

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS