Mensalão: Celso Mello diz que decidirá “com independência” e “sem pressão” se condenados terão novo julgamento

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello afirmou nesta quinta-feira (12) que decidirá “com independência” e “sem pressão” se 12 réus condenados do mensalão terão um novo julgamento. A sessão que discutia a validade dos embargos infringentes foi interrompida nesta terça e a discussão será retomada na próxima quarta (18).

 

Com o julgamento empatado em 5 a 5, caberá a Celso de Mello decidir a questão. “A responsabilidade é inerente ao cargo judiciário, como é inerente a qualquer atividade profissional. Todos temos que ser responsáveis, e temos que ter consciência do significado, do peso de nossas decisões. Eu me pauto pelo respeito, pela reverência à autoridade da Constituição e às leis da República”, disse o ministro, ao final da sessão.

 

Ele adiantou que já está com o voto pronto sobre o caso. Apesar de não declarar sua posição, Mello citou um momento no qual se manifestou sobre a questão. Em agosto do ano passado, advogados reclamavam que quem fosse condenado pela Corte não teria o direito a recorrer. Na ocasião, o ministro disse que o regimento do STF previa a realização de novo julgamento por meio dos embargos infringentes.

 

Fonte: Redação/ Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS