Tempo - Tutiempo.net

MPF cobra R$ 19,9 milhões do ex-ministro da Saúde Ricardo Barros

EX-MINISTRO SAÚDE, RICARDO BARROS

O Ministério Público Federal ingressou com ação civil por improbidade administrativa contra o deputado Ricardo Barros, ex-ministro da Saúde do governo de Michel Temer, e outros quatro servidores do Ministério da Saúde.

Eles são acusados de favorecer e pagar R$ 19,9 milhões à empresa Global Gestão em Saúde para compra de medicamentos entregues com atraso.

A demora levou à morte 14 pessoas que precisavam dos remédios, exigidos da rede pública por decisão judicial e usados para doenças raras.

A falta dos medicamentos etá sendo considerado um ato monstruoso, condenando a morte dezenas de pessoas.

As mortes podem ter sido em numero bem maiores, as estatísticas não foram fiscalizadas, nem os diagnósticos chegaram a todos os casos.

cljornal com informações BU

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS