Netos de Pelé obtêm vitória judicial para obrigá-lo a pagar pensão a eles

 

Filhos de Sandra Arantes do Nascimento Felinto, falecida em 2006, que travou batalha judicial para ser reconhecida pelo ex-jogador, os dois netos de Pelé conseguiram na Justiça obrigá-lo a pagar pensão de sete salários mínimos para cada um (ou R$ 4.746), segundo a colunista Mônica Bergamo. O pai dos meninos alega não ter condições, sozinho, de prover o sustento das crianças.

Os advogados disseram que os netos não conseguiam, sem a ajuda, comprar “uma roupa melhor”, morar em casa “confortável”, ter alimentação “adequada” nem viajar, ir a um clube e ter médicos e dentistas razoáveis. Ao apoiar o pleito, os desembargadores consideraram que os jovens “passam privações não suportadas pelos outros netos” de Pelé. A assessoria do ex-jogador afirma que ele não pretende se manifestar.

 

O caso de Pelé foi analisado por três desembargadores. Um deles, num voto divergente, e derrotado, considerou que o dinheiro pedido pelos netos não se destinará à subsistência, mas, sim, à melhoria de suas “condições sociais”. Frisou a insistência deles em obter ajuda para “conhecer a Disney”.

Fonte: Redação / Mônica Bergamo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS