Pai que mantinha filha de seis anos em gaiola eletrificada é preso

Homem suspeito de manter a filha de seis anos presa em uma gaiola eletrificada, em Imbariê, Duque de Caxias, Baixada Fluminense, foi preso na segunda-feira (7). Jefferson Antônio da Silva foi detido por meio de uma denúncia anônima. Quando foi abordado pelos policiais, ele tentou se passar por outra pessoa, mas, ao olharem a bolsa do suspeito, os policiais encontraram cigarros e seda para enrolar maconha.

Silva chegou a ser preso temporariamente em maio, após ser denunciado por uma vizinha que descobriu as torturas que a menina sofria.

A gaiola que tinha 1,2 m de altura e 0,60 m de largura foi construída pelo suspeito, que também ligava o objeto na rede elétrica para dar choques na criança caso ela tentasse fugir. Segundo Marcos Santana, titular da delegacia de Imbariê (62ª DP), Silva chegava a chutar a gaiola para que a menina levasse os choques.

gaiola

Jefferson da Silva foi indiciado pelos crimes de tortura, cárcere privado e lesão corporal. Quando os agentes chegaram à casa onde o suspeito morava, a gaiola estava em um quarto escuro, coberta por um pano e sem ventilação.

A criança foi resgatada com ferimentos pelo corpo.  Segundo vizinhos, o irmão da menina também sofria os mesmos castigos.

Uma vizinha que morava ao lado, diz que ouvia todos os dias a criança chorando e apanhando violentamente do pai. Carla Patrícia denunciou o suspeito após a própria menina mostrar uma foto da jaula para ela. A educadora também disse que as vítimas também eram mantidas sem comida.

—Uma e pouca da manhã a menina vinha: ‘Tia, me dá uma banana porque eu estou com fome’. Aquilo me machucou muito. Ele disse que de vez em quando privava as crianças de alimentação.

Informações: Rede Record

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS