PM do Rio invade Morro do Juramento em busca de criminosos e deixa seis mortos

Uma operação da PM realizada no Morro do Juramento (RJ) tinha a intenção de capturar suspeitos envolvidos na morte de uma policial no complexo do Alemão. Na manhã desta terça-feira (4), segundo o comandante do 41º BPM (Irajá), tenente-coronel Luiz Carlos Leal Gomes, a polícia procurava os traficantes envolvidos no ataque à base da PM no Conjunto de Favelas do Alemão no domingo (2), quando a policial Alda Rafael Castilho foi morta a tiros.

Ainda segundo o comandante do 41º BPM (Irajá), o veículo usado durante o ataque à base da UPP, que ocasiono na morte da policial, foi localizado em um dos acessos ao Morro do Juramento na segunda-feira (3), o que motivou a ação. O carro não constava como roubado, segundo informações da PM. Porém, a primeira perícia realizada confirmou a utilização deste pelos suspeitos. Uma próxima avaliação deve verificar as impressões digitais deixadas pelos criminosos.

 

Durante a operação os bandidos fizeram barricadas para dificultar a ação dos policiais. A busca resultou em um tiroteio que deixou seis mortos e quatro feridos. Ainda de acordo com a corporação, os baleados foram encaminhados para o Hospital Salgado Filho, no Méier, sem gravidade. Os dois policiais que ficaram feridos foram baleados de raspão na perna. A operação durou cerca de quatro horas, e terminou por volta das 9h.

 

Fonte: Redação com informações do g1/ Foto: Reprodução

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS