Por unanimidade, STF mantém prisão de Daniel Silveira por ataque a ministros da Corte

Ministro Alexandre de Moraes

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve, por unanimidade, a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) no final da noite de terça (16) após veiculação de vídeo com ataques a ministros da Corte.

Os magistrados acompanharam o voto do relator do caso, Alexandre de Moraes, que destacou o caráter antidemocrático das manifestações.

Entre outras coisas, as declarações do parlamentar no referido vídeo faziam apologia à ditadura militar e ao Ato Institucional Nº 5 (AI-5), que endureceu o regime ditatorial no Brasil, em 1968.

Também pediam o fechamento do STF, a cassação de todos os ministros e incitavam a violência física contra eles.

Daniel Silveira está preso na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro (RJ), onde aguarda o resultado do julgamento da Corte e também a manifestação da Câmara dos Deputados sobre o caso.

A prisão do parlamentar deve passar pelo crivo político do plenário ainda nesta quarta (17).

Cristiane Sampaio

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS