Post de professor diz esperar que jornalista Raquel Sheherazade seja estuprada

 

A apresentadora de TV Rachel Sheherazade revelou, nesta sexta-feira (27), que um professor de filosofia, Paulo Ghiraldelli, quer que ela seja estuprada em 2014. A jornalista, que apresenta o Jornal do SBT, postou as mensagens em sua conta no Twitter.

 

A mensagem de Ghiraldelli contra Rachel foi postada no Facebook. Nela, o professor escreveu duas mensagens: “Meus votos para 2014: que a Rachel Sherazedo seja estuprada” e “Votos para 2014: que a Rachel Sherazedo abrace bem forte, após ser estuprada, um tamanduá”.

 

A resposta de Rachel Sheherazade: “Trágico é que as pessoas como o sr. Paulo Ghiraldelli, que se intitula “filósofo”, perderam o medo de revelarem em público o que têm de pior. Sr @ghiraldelli, liberdade de expressão termina onde começam calúnia, difamação, ameaça, incitação ao crime! Vai aprender isso num tribunal!”

 

Via Twitter, Ghiraldelli primeiro tentou negar. “Abri meu Facebook e vi que deve estar ocorrendo algum mal entendido. Não sou seu seguidor”, disse ele, num primeiro momento. Depois, afirmou que o post em sua conta no Facebook não era de sua autoria. Mais tarde, pediu desculpas públicas à jornalista. “Gostaria que tirasse do seu face a conclamação contra mim, pois trata-se de injustiça. Eu estou pedindo desculpas públicas”. Diante da enxurrada de acusações que recebeu de outros internautas – que variavam de “incitador de violência” a “de esquerda”, Ghiraldelli declarou no Twitter: E “O nome meu é público, a conta é minha! Eu sou o responsável. Mesmo sendo inocente, pedi desculpas para a Rachel Sheherazade. Ela decidirá se aceita”.

 

Apesar dos pedidos de desculpas, Rachel Sheherazade reiterou que irá processar o professor. “Só tenho que ir à delegacia mais próxima com dados que meus amigos ajudaram a colher. Estou salvando-os todos para usar como prova”.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS