Retroescavadeira é usada para enterrar obeso

Uma retroescavadeira foi usada para enterrar um homem com obesidade mórbida, em Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro. Gustavo Lauter tinha 30 anos e morreu de embolia pulmonar. Ele tinha 380 kg e media 1,98 m.
O homem estava internado no Hospital Joari, também em Campo Grande, e familiares afirmam que a unidade não tinha estrutura para atender o paciente. Após a morte, o corpo de Gustavo teria ficado fora da geladeira por 24 horas, o que teria provocado inchaço.
Para a colocação de Gustavo no caixão foram necessários 22 homens. Entre eles, agentes do Corpo de Bombeiros e operários de uma obra. A retroescavadeira usada no enterro precisou abrir um espaço equivalente a três covas.
Amigos de Gustavo afirmam que ele morava sozinho e passou a desenvolver obesidade mórbida depois que o pai morreu, em 2005. Ele já havia perdido a mãe quando tinha 15 anos de idade.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS