Tempo - Tutiempo.net

Ao questionar produto vencido mulher negra sofre ato de racismo: “Olha a sua cor”

Dona de empório presa por racismo

A bancária Raphaella Ribeiro, de 24 anos, foi vítima de injúria racial, nessa sexta-feira (19), após questionar a data de validade de um produto que ela havia comprado em um estabelecimento de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, no estado de Goiás.

A dona do comércio, identificada como Idete Sgorla Fagundes, aparece em um vídeo discutindo com Raphaella e, em determinado momento, ela diz: “Olha a sua cor. É por isso que você é assim. Vai embora, satanás”.

A vítima acionou a Polícia Civil, que foi até o local e prendeu a comerciante em flagrante. Aos policiais, ela não só teria confirmado o ocorrido, como repetiu as ofensas. Idete foi solta após pagar fiança.

Grades de proteção
Raphaella foi até o local, que é uma espécie de loja de conveniência localizada na Avenida Brasil, uma das principais de Anápolis, para comprar um salaminho.

O estabelecimento tem grades de proteção e, por isso, os clientes não têm contato direto com os produtos. A bancária fez o pedido pelo lado de fora da grade, pagou pelo salaminho e, em seguida, percebeu que ele estava vencido, com data de 22 de outubro deste ano.

Ela tentou devolver e pediu o dinheiro de volta, mas a comerciante teria recusado, dizendo que ela poderia somente trocar por outro item e pagar a diferença do valor. Nesse momento, a jovem se revoltou e começou a gravar toda a situação.

A intenção de Raphaella era ter provas para apresentar possível denúncia à Vigilância Sanitária da cidade.

Segundo ela, as ofensas seguiram acontecendo por cerca de 15 minutos, após ela encerrar a gravação do vídeo.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS