Beijo entre policiais LGBTs em formatura é alvo de ataques homofóbicos no DF

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
MILITARES LGBTS SE BEIJAM NA FORMATURA

A demonstração de afeto entre dois casais LGBTs durante a formatura da Polícia Militar no Distrito Federal (PMDF) no último sábado (11) se tornou alvo de ataques homofóbicos entre membros da própria corporação.

Passou a circular nas redes sociais o áudio de um coronel de reserva da PMDF dizendo que o beijo entre os casais era uma “avacalhação” e “frescura”.

“Eles não se criam. Mas a nossa corporação já foi irreversivelmente maculada. Nós hoje somos motivo de chacota no Brasil inteiro […].

Muito obrigado, senhores, os senhores conseguiram destruir a reputação da nossa Polícia Militar”, disse o coronel.

 “Não tenho nada a ver com a sexualidade deles. A porção terminal do intestino é deles e eles fazem o que quiserem. Uma coisa é o que se faz quando se está fardado […]. Aprendemos sempre que se deve preservar a honra e o pundonor policial militar. Então é isso que foi quebrado ali. Aquela avacalhação, aquela frescura ali poderia ter sido evitada. É lamentável”, continuou em outro trecho da gravação.

Com a divulgação do caso, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) pediu à PM que investigue os comentários.

O Ministério Público do DF também disse que “será instaurado procedimento para a apuração da prática homofóbica e adoção das medidas cabíveis”.

RRF

OUTRAS NOTÍCIAS