Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro determina que PF abra inquérito contra a Receita para anular “rachadinha” de Flávio

Meu paipai

A mando de Jair Bolsonaro (Sem partido), o ministro da Justiça, Anderson Torres, determinou à Polícia Federal que instaure um inquérito para investigar supostas irregularidades cometidas por auditores da Receita Federal no acesso a dados fiscais de contribuintes.

A investigação tem por base um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que apontou suspeitas das irregularidades, uma delas envolvendo o filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ).

O relatório é um dos elementos que proporcionaram o início das investigações do sistema de corrupção conhecido como “rachadinha” no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) – que era comandado por Fabrício Queiroz.

As supostas irregularidades no acesso aos dados fiscais é a tese central da defesa de Flávio Bolsonaro para anular a investigação.

Em outubro passado, Flávio Bolsonaro determinou à Agência Brasileira de Informação (Abin), comandada por Alexandre Ramagem, a produção de dois dossiês contra os auditores da Receita para comprovar a tese dos advogados, de que o senador foi alvo de uma devassa em sua vida fiscal.

Um dos documentos é autoexplicativo ao definir a razão daquele trabalho.

Em um campo intitulado “Finalidade”, cita: “Defender FB no caso Alerj demonstrando a nulidade processual resultante de acessos imotivados aos dados fiscais de FB”.

Plinio Teodoro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS