Tempo - Tutiempo.net

Desmentido pelo próprio vereador que recebeu oferta de droga no Legislativo feirense

VEREADOR RON

A declaração infeliz do vereador Ronaldo Almeida Caribé – Ron do Povo (PTC) ao afirmar que, na última terça-feira (23), um assessor parlamentar teria lhe ofertado cocaína dentro da Câmara Municipal de Feira de Santana, fez com que ele fosse à tribuna da Casa da Cidadania na manhã desta segunda-feira (29) para se retratar.

Visivelmente nervoso e com um discurso atabalhoado, Ron pediu desculpas à todos, sobretudo, aos 303 assessores parlamentares da Câmara, na tentativa de diminuir a encrenca em que se meteu.

“No ‘calor da emoção’, acabei me precipitando ao falar sem procurar ter a profundidade da devida investigação. Não me coloquei de forma tão clara. Reconheço que errei e peço desculpas à todos, pois não foi minha intenção ofendê-los, principalmente, os assessores desta Casa”, esclareceu o vereador, acrescentando que “os devidos esclarecimentos serão dados pela Polícia Civil”.

Punição

No clima do São João, o corregedor da Câmara, vereador Alberto Nery (PT) colocou ‘lenha na fogueira’ ao afirmar que “o pedido de desculpas de Ron não o impede de protocolar a decisão sobre o ocorrido, para que a Mesa Diretiva possa colocar para apreciação dos vereadores o julgamento final”.

“O pedido de desculpas dele [Ron] poderia ser incluído no processo administrativo que pesa contra ele”, alertou.

O resultado da apuração feita pela Corregedoria será apresentado na sessão ordinária da próxima quarta-feira (31).(ascom)

Dois pesos e medidas diferentes

O interessante é que a Corregedoria não teve essa mesma atitude nos últimos acontecimentos que envolveram o presidente da Câmara Municipal, com repercussão nacional, além de comentários jocosos na imprensa da capital, os quais foram divulgados, também, pela imprensa local. (cljornal)

 

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS