Tempo - Tutiempo.net

ex-presidente do Vitória revela ter “comprado” desembargador no RJ em ação contra a CBF e a Glob

Denuncia do ex-presidente do Vitória, Paulo Carneiro, vira caso de polícia

 O ex-presidente do Vitória (BA), Paulo Carneiro, afirmou na última terça-feira (25) durante uma live no canal Zona Mista, no Youtube, que “comprou” um desembargador em uma ação contra a CBF e a Rede Globo.

As declarações de Carneiro fizeram a transmissão ser retirada do ar.

Ao comentar sobre uma goleada do time sobre o Fluminense de Feira, ele admitiu ter comprado um desembargador para garantir que o Campeonato do Nordeste de 2003 fosse realizado. Na ocasião, o Rubro-Negro venceu a competição, superando o rival na decisão.

“Aí nós fizemos o campeonato que a gente ganhou até do Fluminense de Feira, em 2003. Aí eu entrei com uma ação contra a CBF e contra Globo, peguei um advogado no Rio, meu amigo Pedro Paulo Magalhães e eu comprei um desembargador no Rio”, relatou.

O ex-dirigente também admitiu ter adulterado um exame antidoping de um jogador do clube para evitar que fosse detectado o uso de entorpecentes.

Ele relatou ter fornecido sua própria urina ao atleta Matuzalem, temendo que ele fosse pego por uso de maconha.

“Aí eu subi a escada atrás de Matuzalem, que o cínico era o Matuzalem, vagabundo. Já troquei até urina para salvar o doping dele, que ele era maconheiro”, afirmou Carneiro.

Logo após as revelações, os participantes da live brincaram que o dirigente estava “soltando tudo”. Carneiro, então, pediu que aquele momento não fosse gravado, quando foi logo alertado de que estava ao vivo.

“Vocês estão de brincadeira [afastando o microfone]. Estão falando sério?”, questionou. “Tira aí, tira aí, tira aí, por favor, se não […] Pelo amor de Deus, nem brinque com isso. Pode tirar aí, senão eu paro.”

Vale destacar que Carneiro, presidente do Vitória entre 1991 e 2000, voltaria ao cargo em 2019, mas acabaria destituído do cargo em 2022 após o Conselho Deliberativo do Vitória tê-lo afastado depois que a Comissão de Ética do clube apontou indícios de gestão temerária do mandatário.

Publicado por  Yurick Luz

OUTRAS NOTÍCIAS