Tempo - Tutiempo.net

Homens matam mulheres e praticam necrofilia com os corpos

Cintia e Luana assassinadas

As jovens Luana Lopes Teles, 17 anos, e Cintia Marques da Silva, 23 anos, foram encontradas mortas no Morro da Onça, no bairro Brotas, em Piraí do Sul, na região dos campos gerais do Paraná, na tarde de quinta-feira (17/2). As duas estavam desaparecidas desde o último domingo (13/2).

De acordo com o delegado Jairo Duarte de Camargo, nesta quinta a polícia teve acesso a imagens de um posto de combustível nas margens da PR-151 que registraram o momento em que as duas jovens entram em um carro.

A polícia, então, conseguiu localizar o veículo e o dono dele, um homem de 24 anos, na área rural da cidade, próximo ao bairro de Brotas.

O homem foi localizado junto de um adolescente de 13 anos, que também aparece nas imagens do posto de combustível.

Levados para a delegacia, de acordo com a Polícia Civil, o adolescente disse que ele e o homem mataram as duas mulheres. O jovem disse que o irmão dele, de 17 anos, também teria participado do crime.

Segundo a Polícia Civil, o adolescente de 13 anos mostrou o local do crime e onde os corpos estavam. De acordo com ele, as jovens foram estupradas e mortas com golpes de faca e tiros.

A corporação informou que os corpos estavam juntos, em uma mata perto do Morro da Onça, sob folhas e galhos, e que as duas cabeças das jovens foram encontradas enterradas, a cerca de 30 metros.

“Segundo o menor apreendido, as vítimas foram mortas a facadas e a tiros. O maior de idade ainda abusou sexualmente delas vivas e depois de mortas ele ainda praticou sexo com os cadáveres, um deles decapitado”, contou o delegado.

A Polícia disse que os agressores já conheciam as vítimas e que todos são moradores de Piraí do Sul.

A motivação do crime está sob investigação, mas, por enquanto, o delegado que conduz o caso descarta a prática do feminicídio.

A Polícia Civil informou também que ainda aguarda laudos periciais, mas que o adulto deve responder por homicídio qualificado (meio cruel e motivo fútil), por crime sexual; e ainda por vilipêndio e ocultação de cadáver.

RPP

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS