Tempo - Tutiempo.net

Operação militar conjunta deixa dois homens mortos e cinco presos em Feira de Santana

Delegado Deivid Lopes, foto Aldo Matos

 Durante operação militar conjunta envolvendo  as Polícias Militar, Civil (Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes – DTE/Draco, Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos – DRFR) e Rodoviária Federal na quarta-feira (23), em Feira de Santana. Dois homens morreram em confronto e cinco foram presos.

O delegado titular da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE/Draco), Deivid Lopes e as equipes vinham monitorando um grupo envolvido em ações criminosas em Feira de Santana e em outros municípios da Bahia.

Na operação, foram recuperados dois veículos e apreendidas seis armas de fogo. O delegado também informou apreenção de  grande quantidade de munições nos seguintes calíbres: 69 munições de calibre 556, que são utilizadas em armamentos do tipo fuzil, 148 munições calibre 380/450 e munições calibre 9 milímetros.

Bandidos com poder de fogo relevante, sendo suspeitos de estarem  envolvidos em assaltos a banco, o que será amplamente investigado.

Pelo poder de fogo em armas e munições, essa possibilidade não será descartada.

Ele frisou que desde o ano passado, em outubro, quando foi realizada a prisão de um suspeito que tinha relação com a cidade de Seabra, a polícia vinha monitorando um grupo.

 Durante as investigações ficou constatado que um dos indivíduos investigados possuía um mandado de prisão, fomos ao local, realizamos a campana e conseguimos efetuar a prisão.

Entretanto, o delegado Deivid informou que durante a operação, um dos criminosos resistiu à abordagem dos policiais e foi baleado, vindo a óbito.

Dois outros, suspeitos, empreenderam fuga, roubaram um veículo na Avenida Contorno.

A Polícia Rodoviária Federal foi acionada, identificou o veículo, fez o comando de abordagem, mais os homens não obedeceram, imprimiram fuga efetuando disparos contra a equipe da PRF. Na troca de tiros, um dos ocupantes do veículo foi atingido por tiros e morreu.

Na conclusão da operação foi  conduzido quatro indivíduos à delegacia, além de um que se encontra no hospital custodiado, recebendo tratamento.

Existe a suspeita de que esse grupo possa ter contato com organizações criminosas de outras cidades e até mesmo de outros estados.

Nenhuma suspeita será descartada antes que se faça uma minunciosa investigação.

Cljornal

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS