Policiais brigam e um aponta a arma no queixo do outro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Policiais brigam e um ameaça o outro com arma de fogo

Cena reacendeu debate nas redes sociais sobre posse de arma de fogo e levou a frase “atira na bunda dele” para o topo dos trending topics do Twitter. Pedestres precisaram correr após os dois entrarem em luta corporal

Dois policiais militares em serviço protagonizaram uma briga hoje no centro de São Paulo, em frente a pedestres. Um PM chegou a apontar a arma da corporação para o rosto do colega de farda.

O desentendimento ocorreu na esquina das ruas dos Timbiras e Santa Ifigênia. O local é um dos principais pontos da capital paulista do comércio popular de tecnologia e estava cheio no momento da briga.

Enquanto um dos PMs aponta a arma para o colega, pessoas gritavam: “mata ele”, “pega ele!” e “atira na bunda dele!”.

Em dado momento, o policial que estava com a arma apontada para o rosto tenta desarmar o colega de farda. Nesse momento, as pessoas que assistem à briga se distanciam, assustadas, e as gravações tremem ou param de ocorrer.

De acordo com registro interno da ocorrência, o soldado Felipe do Nascimento, lotado na 2ª companhia do 13º batalhão, que havia saído para o almoço, demorou para retornar.

Quando retornou, o cabo Márcio Simão de Oliveira Matias, lotado na 3ª Companhia do 7º batalhão, que estava no posto, cobrou pela demora e afirmou que reportaria ao sargento, pois não conseguiria mais almoçar.

Neste momento, ainda segundo o registro, o soldado Nascimento sacou a arma para o cabo Simão e começou a ameaçá-lo. Todos os PMs foram para a sede do 7º batalhão após o ocorrido. A ocorrência foi registrada internamente como “desinteligência entre PMs escalados”.

Nas redes sociais, o assunto chegou ao topo dos trending topics do Twitter. A frase “atira na bunda dele” foi postada mais de mil vezes.

RPP

OUTRAS NOTÍCIAS