Tempo - Tutiempo.net

Policial que jogou ácido no rosto da esposa e tentou incendiar a própria casa é promovido a diretor na PM-RJ

Sem comentário

A Polícia Militar do Rio de Janeiro promoveu o tenente-coronel Vítor Augusto Rodrigues Serra para a Diretoria de Manutenção e Suprimento de Armamento (DMSArm).

Vítor respondeu a inquérito por discutir com a esposa, Patrícia Lima Serra, e jogar ácido no rosto dela.

A 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, da Corregedoria da PM, autuou o então major Serra por lesão corporal leve.

Os anos se passaram e Vítor foi promovido a tenente-coronel e agora será responsável pela Diretoria de Manutenção e Suprimento de Armamento (DMSArm).

Patrícia não foi atingida pelo líquido porque se esquivou do ataque, segundo a investigação.

O PM também foi suspeito de atear fogo na própria residência.

Na época, o casal era lotado no Centro de Instrução Especializada em Armamento e Tiro.

Em nota, a Polícia Militar informou que “esclarece que não há impedimento legal para o oficial exercer o cargo em que foi nomeado”.

A nomeação de Vítor repercutiu nas redes sociais.

Confira algumas reações:

— Que pessoa equilibrada pra esse cargo, não?

Só tentou derreter a cara da mulher com ácido e colocar fogo na casa, mas como não conseguiu, segue fardado e é promovido. Que beleza!

— Normal. Oficial da PM só é jogado no limbo, se sacanear a instituição ou o Estatuto. Fora isso, pode fazer de tudo, que está ok. Essa notícia nem me surpreende. Corporativismo forte. Um por todos e todos por um.

— Tá liberado atacar a própria esposa com ácido e tentar incendiar a casa. No final, você ainda recebe uma promoção. Parabéns, PMERJ!

(Imagem: Divulgação/Conrio)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS