Tempo - Tutiempo.net

Troca de tiros entre facções deixa feridos em Salvador e PM é preso por integrar um dos grupos

foto: Reprodução

Três homens ficaram feridos após uma troca de tiros entre facções rivais, na noite de segunda-feira (25), no bairro de Paripe, subúrbio da capital baiana. De acordo com a Polícia Militar, os disparos começaram a ser efetuados por uma quadrilha formada por seis homens, entre eles um PM.

O policial foi identificado como Adalto José Gouveia Filho, e era lotado na 18ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Periperi).

“Esse policial, porque até no momento ele é policial, não tem seis anos de polícia. Ele estava se apresentando a nossa junta médica para cuidar da saúde e aproveita esse tempo para cometer crimes”, disse o Comandante de Policiamento Especializado (CPE), coronel Humberto Sturaro.

A Polícia Militar detalhou que, por meio do Centro Integrado de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública (Cicom), foi informada que cerca de vinte homens com armas de fogo, transitavam na Rua Nova Brasília, no bairro de São Tomé, até a Rua Sete de Setembro “Fonte do Índio” (Cocisa), por volta das 17h.

Durante o trajeto, houve troca de tiros após o grupo efetuar disparos a rua. Na ocasião, três homens foram baleados, incluindo um idoso de 64 anos. Eles foram socorridos e levados para o Hospital do Subúrbio. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Os suspeitos feridos foram identificados por Rone Rodrigues de Sena, com vários registros em ocorrências policiais, e Tiago de Jesus, sem documentos. Não há detalhes sobre a identidade da terceira vítima.

No local, os policiais fizeram o cerco em uma região conhecida como “Monte das Orações”, no bairro. A quadrilha se escondeu em um matagal e conseguiu fugir.

Ainda em diligências na localidade, populares alertaram a polícia que após a troca de tiros, vários indivíduos que estavam no matagal foram resgatados da região por um carro preto.

Os policiais continuaram as buscas e seguiram para a BA-528, onde fez a interceptação do veículo apontado pelas testemunhas. O policial militar Adauto José Gouveia Filho, era o motorista do carro e estava acompanhado de mais cinco indivíduos.

“As guarnições, ao chegarem, eles se esconderam no matagal. Nós nos afastamos, e tivemos ciência através de informações, que o veículo iria praticar o resgate desse grupo. Foi feito o cerco. O veículo foi identificado. E, para nossa surpresa, o motorista dessa quadrilha é o referido policial militar”, comentou Sturaro.

Todos foram presos e as armas apreendidas. De acordo com a PM, a quadrilha é suspeita de participação na tentativa de homicídio contra o homem de 64 anos. O Policial Militar foi encaminhado para a Corregedoria da PM, onde será aberto um processo administrativo disciplinar.

“Ele foi atuado em flagrante, de imediato, por porte ilegal de armas, formação de armas e posse de drogas. Ele vai responder ao processo administrativo. E, com certeza absoluta, será afastado dos nossos quadros”, concluiu.

Com o grupo foram apreendidos um veículo, um colete balístico, uma carabina calibre 38, três revólveres calibre 38, cinco munições de 9 mm, 36 munições de calibre 38, dois aparelhos celulares, três pinos de cocaína e R$ 420.

G1/Ba

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS