Tempo - Tutiempo.net

Ala do União Brasil quer impugnar filiação de Sergio Moro ao partido

Sérgio Moro em ato de filiação a União Brasil

A ala do União Brasil formada por ex-dirigentes do partido Democratas apresentará requerimento para impugnar a filiação do ex-juiz Sergio Moro um dia após seu ingresso à legenda.

A informação é do secretário-geral do União Brasil e pré-candidato ao governo da Bahia ACM Neto, um dos líderes do grupo, conforme noticiou o G1.

A petição deve ser assinada por oito dos 17 componentes da executiva com direito a voto, segundo ACM.

A filiação de Moro foi articulada por políticos que eram do PSL, que se fundiu ao Democratas para a criação da nova sigla.

O deputado federal Luciano Bivar (União Brasil-PE) é um dos principais entusiastas da candidatura de Moro à presidência e já deixou claro que gostaria de ser seu vice.

Ex-prefeito de Salvador, ACM Neto afirmou ao portal que, uma vez impugnada, a filiação de Moro só poderia ser revertida com o apoio de 60% da executiva do partido. O grupo de Bivar tem nove dos 17 votos, que correspondem a 53% do total.

Em pronunciamento na tarde de sexta-feira (1º), o ex-juiz federal afirmou que “não desistiu de nada”, um dia após formalizar filiação ao União Brasil e ter indicado a desistência à tentativa de concorrer ao Planalto.

“Eu não desisti de nada, muito menos do meu sonho de mudar o Brasil. Pelo contrário, sigo firme na construção de um projeto para o país”, afirmou Moro, conforme noticiou o G1.

Integrantes da cúpula do União Brasil haviam publicado uma nota na quinta-feira (31) afirmando que “neste momento, não há hipótese” de concordarem com eventual pré-candidatura de Moro à presidência.

Após assinar a filiação ao novo partido, o ex-ministro havia declarado em sua conta no Twitter que, “neste momento”, abria mão de concorrer ao cargo.

CRL

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS