Tempo - Tutiempo.net

BANCADA DO PSDB VOTA PELO FIM DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

O PSDB votou em peso pela aprovação da emenda à Medida Provisória 664 que permite a flexibilização do Fator Previdenciário, uma alteração que não contava com o apoio do Palácio do Planalto.

 

O mecanismo, que limita o valor da aposentadoria de pessoas mais novas, foi criado na gestão de Fernando Henrique Cardoso, o que prova que a derrota do governo Dilma Rousseff mostra a falta de coerência partidária num momento de esforço pelo ajuste fiscal.

 

A emenda passa a integrar o texto da MP para permitir que o trabalhador possa se aposentar sem a incidência do Fator Previdenciário após 30 anos de serviço, no caso de mulheres, e de 35 anos, no caso de homens, desde que a soma do tempo de serviço com a idade seja igual ou superior a 85, para mulheres, e a 95, para homens.

 

Pouco antes, deputados haviam aprovado o texto-base da MP 664, que altera regras de acesso a benefícios previdenciários, como a pensão por morte, com uma margem relativamente grande.

 

O vice-líder do governo na Câmara, o deputado Silvio Costa (PSC-PE) afirma que presidente deve vetar a medida.

 

Ele culpou as bancadas do PCdoB e do PDT, que votaram em peso pela aprovação do destaque apresentado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), e cobrou que os dois partidos da base governista sejam punidos pela presidente Dilma.

 

 

 

Fonte: Agência Câmara

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS