César Borges, o ministro da caneta sem tinta

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O ex-governador e ex-senador baiano César Borges tomou posse do cargo de ministro dos Transportes no governo da presidente Dilma Rousseff nesta manhã e o chamado fogo amigo já pode lhe acometer.

Informações que possivelmente vazaram de seu partido, o PR, e estão publicadas na coluna de Cláudio Humberto dão conta de que César será o ministro de fato, mas quem terá a palavra final será a ministra Miriam Belchior, do Planejamento.

Na coluna de Cláudio consta que César “será pouco mais que a rainha da Inglaterra”. Análise é de que a presidente Dilma Rousseff o nomeou apenas para constar que a pasta é do PR, na tentativa de acalmar o partido para garantir seu retorno à base com vista às eleições de 2014. Abaixo as duas notas da coluna.

César Borges será o ministro, mas quem manda é Belchior

O verdadeiro ministro de Transportes tem nome e é mulher: Mirian Belchior. É ela, ministra do Planejamento e gestora do PAC, quem despacha com o diretor-geral do DNIT, general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, e determina as obras no setor dos Transportes, que por acaso estão devagar, quase parando. Indicado para o cargo, o ministro baiano Cesar Borges será pouco mais que uma rainha da Inglaterra.

Cautela

Dilma concordou em devolver o Ministério dos Transportes ao PR sob a condição de manter a chave do cofre com a ministra Mirian Belchior.

Fonte: Brasil 247

OUTRAS NOTÍCIAS