Chapa de Rui Costa pode ter Marcelo Nilo ou Mário Negromonte como vice

 

O governador Jaques Wagner já apresentou o candidato do PT para disputar o Executivo em 2014, mas ainda há pré-candidatos que confirmem presença no páreo, como é o caso do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Nilo. Mesmo após o diretório do PT anunciar o nome do secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa (PT), como o representante da base para a disputa em 2014, Nilo garante que não retirou o nome da disputa. A afirmação foi feita ontem, durante entrevista à Rádio Sociedade.

Atualmente, o presidente da AL vem sendo apontado ao lado do deputado federal Mário Negromonte (PP), como possível vice da base. Contudo, apesar das indicações do PT, o pedetista ainda afirmou que aguarda uma convocação por parte do governador Jaques Wagner. O objetivo de Nilo é participar de uma conversa com o governador para ajustar os últimos ponteiros sobre seu futuro político nas eleições de 2014.

Sobre a possível candidatura na base de Negromonte, Nilo citou as atitudes de Otto Alencar como vice-governador. Segundo o presidente da Assembleia, Otto não tem ‘tinta na caneta’, nem muito poder nas decisões importantes, mas se for utilizado nos moldes de Otto Alencar (PSD), que além de ser vice de Wagner, acumula o posto de secretário de Planejamento , ele pode declinar e vai levar a proposta para o partido que definirá o seu futuro político.

Apesar da pretensão em disputar a sucessão de Wagner, Nilo ainda teceu elogios sobre o currículo político de Rui Costa e afirmou confiar na boa gestão do petista, caso eleito governador da Bahia. “Estou falando em alto e bom som. Se ele for governador pode fazer um governo melhor do que Jaques Wagner”, garantiu em entrevista concedida ao Programa do Bocão, na Rádio Sociedade da Bahia, completando que ele fará um trabalho melhor que Wagner. Apesar disso, o pedetista ainda ressaltou a lealdade com a sigla. “Eu não sou cabo eleitoral de Rui Costa, sou cabo eleitoral de Marcelo Nilo. Sou parceiro, sou amigo, sou grato, mas não sou liderado do PT, sou liderado do meu partido: o PDT”, disse.

Fonte: Daniela Pereira

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS