Tempo - Tutiempo.net

Depois de sofrer ataque de bolsonarista, Ciro Gomes revida com agressão ao PT

Ciro Gomes o sorriso do lagarto

Depois de relatar tentativa de agressão por parte de um bolsonarista supostamente armado, Ciro Gomes não perdeu a oportunidade para atacar o Partido dos Trabalhadores.

“Não pode ser, para combater o PT, virar um PT piorado, que é o que está acontecendo tanto sob o ponto de vista de corrupção, com o Bolsonaro, quanto das práticas de ‘nós contra eles’, de usar violência, segregação, acusar o adversário para esmagar”, disse o ex-ministro de Lula em transmissão ao vivo, na CiroTV.

Durante visita ao Acampamento Farroupilha, tradicional evento em Porto Alegre, um homem, depois identificado pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul como Lisandro Vargas Vila Nova, aproximou-se da comitiva pedetista e deu um grito de apoio a Bolsonaro.

Militantes do PDT xingaram o homem bolsonarista, que teria então dado início a um empurra-empurra, desferido um soco no rosto de um apoiador de Ciro e afirmado que estava armado, de acordo com relatos da assessoria de Ciro.

Policiais federais que atuam como segurança do ex-ministro afastaram Vila Nova. Ele foi revistado e nenhuma arma foi encontrada.

“O cara, talvez para se defender –covardes que são–, disse que estava armado. No fim, não estava armado coisa nenhuma.

Bolsonarista, além de frouxo e covarde, é mentiroso, também”, disse Ciro.

Com informações da Reuters

OUTRAS NOTÍCIAS