DIAS TOFFOLI AFIRMA QUE FINANCIAMENTO PRIVADO PREVALECE NAS ELEIÇÕES DE 2014

Em sua primeira entrevista no cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral, o ministro Dias Toffoli afirmou que “evidentemente” não há tempo hábil para a implantação da decisão do STF de vetar contribuições da iniciativa privada para as campanhas eleitorais.

– Nessas eleições, diante do processo se iniciar em 10 de junho [quando começam as convenções partidárias], evidentemente que não há tempo hábil de se aplicar, mesmo que a decisão seja pela inconstitucionalidade da regra, para as eleições deste ano. Este é um tema que ficará para discussão futura”, disse Toffoli.

Em abril, por 6 votos a 1, a maioria dos ministros do STF votou por proibir doações de empresas a campanhas eleitorais e partidos políticos. Ainda faltam os votos de quatro magistrados.

O ministro também criticou o atual modelo de escolha dos pré-candidatos à Presidência da República pelos partidos políticos. “Tal como é hoje, não é democrático”, avaliou Dias Toffoli. Para ele, o modelo vigente nos Estados Unidos, onde eleições primárias dentro dos partidos definem o candidato, é melhor que o brasileiro. Debate aberto.      

Fonte: Nilson Martins/Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS