Tempo - Tutiempo.net

Elias Jabbour pede desistência de Ciro Gomes para evitar banho de sangue no Brasil

DESISTA CIRO GOMES

O economista Elias Jabbour comentou sobre a morte do militante petista Marcelo Arruda, em Foz de Iguaçu.

Nas redes sociais, neste domingo, 10, Jabbour também apelou para que o pré-candidato Ciro Gomes (PDT) abdique de sua candidatura à presidência para apoiar o ex-presidente Lula (PT) contra o bolsonarismo.

Banho de sangue
A morte do militante petista em Foz do Iguaçu é só um sinal do possível banho de sangue que será um possível segundo turno.

O ego e a síndrome de Peter Pan de quem pode evitar um sério conflito alimentado por um milhão de armas fala mais alto nessa hora.

Não se trata de “terrorismo eleitoral” e sim pensar nas consequências e nas feridas que serão aprofundadas em um embate de dois turnos contra o fascismo.

Não se trata de um pleito qualquer. Um candidato e sua militância é ameaçada cotidianamente de morte. Lideranças indígenas têm sido assassinadas, lideranças camponesas do PCdoB-PA, idem.

Lula estaria em média há três pontos de uma vitória no primeiro turno e assim continuará. Da mesma forma que o outro candidato que oscila entre 5% e 7% dos votos está sendo isolado dentro da própria legenda.

Se o oposto fosse verdadeiro eu seria o primeiro a pedir que Lula retirasse sua candidatura. Não me refiro aos outros candidatos de esquerda que juntos não chegam a 0,3% do eleitorado. Falo de Ciro Ferreira Gomes.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS