Tempo - Tutiempo.net

Em carta, advogados do PT fazem apelo para Wagner manter candidatura ao governo

Jaques Wagner governador

No início da tarde desta segunda-feira (28), advogados do PT fazem um apelo para que o senador Jaques Wagner (PT) mantenha a sua candidatura ao governo do Estado para a sucessão de Rui Costa (PT).

A possível desistência de Wagner veio depois de Otto Alencar declarar que aceitaria entrar na corrida pelo governo. O senador participou de reunião com a bancada baiana do PSD no Congresso.

Ele foi incentivado pelos correligionários a concorrer em outubro. Com o arranjo, o vice-governador João Leão (PP) deve assumir o Executivo baiano a partir de abril, quando Costa terá de renunciar para disputar o Senado. O PP articula indicar a vice na chapa de Otto Alencar.

“Na contramão e resistência ao cenário nacional, a Bahia, governada pelo Partidos dos Trabalhadores e Trabalhadoras, liderados por Wagner e Rui, com todo arco de alianças, vem implementando um conjunto de políticas públicas no Estado diminuindo as desigualdades sociais, combatendo a pandemia, realizando obras estruturantes, mesmo sem aporte de recursos do governo federal”, diz o comunicado.

“Nesse cenário, o Congresso Estadual do PT da Bahia decidiu pela importância da candidatura de Jaques Wagner como líder necessário ao enfrentamento à atual conjuntura de ataque à democracia, à consolidação do avanço nas conquistas sociais dos nossos governos e apoio à disputa no cenário nacional, que envolve a recondução do nosso presidente Lula à Presidência da República”, continua.

O grupo reconheceu como “oportuna e acertada a posição política manifestada pelo Diretório Municipal do PT de Salvador que defende o processo coletivo de decisão por meio das instâncias de direção e de organização da militância petista”.

Raul Monteiro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS