Ex-ministro e fundador do PT, Luiz Gushiken morre aos 63 anos

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Faleceu, aos 63 anos, no início da noite desta sexta-feira (13), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, o ex-ministro Luiz Gushiken. Ele foi o primeiro réu no caso do mensalão a ser absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), no ano passado. 

 

Formado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), ele foi um dos fundadores do PT, após uma carreira como sindicalista e na luta estudantil, tendo sido preso durante a ditadura. Gushiken também coordenou as campanhas do ex-presidente Lula para o Palácio do Planalto em 98 e 99, e chegou a ser chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

 

Em 2005, o petista foi acusado de ser um dos quarenta envolvidos no Mensalão, mas acabou absolvido. “Os aspectos deletérios daquela crise [do mensalão] também não podem ser esquecidos. Na voragem das denúncias abalou-se um dos pilares do Estado de Direito, o da presunção de inocência, uma vez que a mera acusação foi transformada no equivalente à prova de culpa”, afirmou em uma carta relacionada às acusações.

 

Ele também foi alvo de denúncias, nunca provadas, de uso ilegal de verbas públicas e teve a casa atacada por vândalos. O ex-ministro Luiz Gushiken deixou a política em 2006 para se tratar de um câncer. Ele morreu por volta das 19h desta sexta e o enterro está marcado para este sábado (14), em Indaiatuba, no interior paulista.

 

Fonte: Sandro Freitas

OUTRAS NOTÍCIAS