Tempo - Tutiempo.net

Gleisi diz que PT irá à Justiça por ameaças de morte feitas por neonazistas

Gleisi Hoffmann

A presidente nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, usou as redes sociais para anunciar que o partido não será intimidado e que adotará as medidas cabíveis contra os autores das ameaças de morte feitas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada federal Maria do Rosário (RS), o vereador de Porto Alegre e policial civil, Leonel Radde, além do ativista do movimento negro Antonio Isupério.

“Neonazistas ameaçaram assassinar Lula, os companheiros Maria do Rosário, Leonel Radde, que faz brilhante trabalho contra grupos extremistas.

PT tomará as medidas para que os criminosos sejam identificados e punidos. Não vão nos intimidar, nem nos calar!”, postou Gleisi no Twitter.

Radde coordena a Operação Bastardos Inglórios, um canal de denúncias, que em parceria com a polícia, busca identificar e combater a atuação de grupos neonazistas no Rio Grande do Sul.

“Sua morte está planejada, será dia 31 de outubro de 2022, 21h, no Rio Grande do Sul”, diz uma das ameaças enviadas ao parlamentar.

“Se prepara, você, Lula e o Isupério estão ferrados, vamos acabar contigo, seus vermes, lixo, macacos de merda (…) Lula vai morrer”, diz uma outra mensagem.

Em outra, deixam claro que pertencem a grupos nazistas.

Em outra mensagem ameaçadora, os autores destacam sua participação em grupos neonazistas.

“Eu acabo com tua vida se mexer com o cara que vendeu objeto nacional socialista [uma referência ao Partido Nacional Socialista, de Adolf Hitler].

Se você continuar prendendo fascistas, acabo com tua raça e da Maria do Rosário”, postaram os autores da ameaças junto a gifs de armas e um vídeo onde uma mulher negra é enforcada e morta por supremacistas brancos.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS