Higienização e despoluição visual de Feira passa pela remoção de Colbert do poder/por Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
A remoção e Colbert está em curso
O prefeito de direto e não de fato, Colbert Martins, vem providenciando a remoção de barracas no centro comercial de Feira de Santana. Até o presente momento informa que cerca de 300 destes equipamentos foram retirados dos passeios públicos.
O que ele não explica é que toda essa indisciplina urbana, que contribuiu para favelizar o centro da cidade, sempre foi incentivada pelo grupo político do qual ele passou a fazer parte.
Tendo como maestro dessa orquestração sinistra o ex-prefeito Zé Ronaldo, que se utilizou desse método com a finalidade obter dividendos políticos, que vem beneficiando ele e seu grupo por mais de duas décadas.
Quando esse tipo de cabalar votos dos mais humildes deixou de ser interessante, o velho alcaide se utilizou de seu pupilo político, Colbert Martins, que vem sendo usado como bico de ferro para promover a higienização visual do centro da cidade.
De acordo com o secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima, responsável pela coordenação do serviço, adiantou que os comerciantes informais estão sendo comunicados com certa antecedência, para que removam as suas mercadorias e outros objetos de valor, do local.
Já foram removidas as barracas localizadas na avenida Senhor dos Passos, nas ruas Recife, Hermínio Santos, Praça D. Pedro II (Praça do Nordestino), Libânio de Morais (fundo do Mercado de Arte Popular) e na Leonardo Borges.
O burburinho e cochichos que rolam pela cidade é para que a higiene seja completa, só falta providenciar a remoção do atual prefeito do poder. O que permitirá que o município e seu povo possam respirar ares menos poluentes.
O que não deixa de ser importante em período de pandemia, para a saúde de todos os feirenses. Que não aguentam mais conviverem com o odor pútrido que exala dessa velha oligarquia política, que impera entre nós por vinte longos e intoleráveis anos.
Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS