Tempo - Tutiempo.net

Moradoras de bairro nobre querem proibir deficientes de irem à praia

Retrato da elite brasileira

Elite faz exclusão de deficientes

Moradoras do bairro de Cabo Branco, em João Pessoa (PB), procuraram uma vereadora na Câmara Municipal da cidade pedindo a proibição das atividades de um grupo de pessoas com deficiência.

A reclamação das mulheres foi denunciada pela vereadora Helena Holanda (Progressistas) no plenário da Câmara.

Helena é defensora de causas de minorias e uma das idealizadoras do projeto ‘Acesso Cidadão’.

As ‘madames’ foram até a Câmara pedir a suspensão do projeto, que tem como objetivo levar à praia pessoas com os mais variados tipos de deficiência.

Desde que foi iniciado, o projeto possibilitou que muitas das pessoas atendidas pudessem ver o mar pela primeira vez.

Segundo a vereadora, as moradoras alegaram que as atividades do projeto estavam “incomodando e tirando a beleza natural do lugar, onde moram pessoas ilustres”.

O bairro de Cabo Branco tem o metro quadrado mais caro da cidade.

Diante da negativa da vereadora Helena Holanda em recuar com o projeto, as moradoras do bairro nobre sugeriram que ela cercasse a área utilizada pelos deficientes.

“Fizeram um pedido repetitivo para cercar o local do projeto, que fosse isolado e colocassem um portão.”

Em João Pessoa, o caso provocou muita polêmica e discussão.

No sábado (24) teve um  ato simbólico de apoio ao projeto.

Os organizadores do ato informaram que a iniciativa tem o objetivo de repudiar o grupo de moradoras “que são contra um projeto inclusivo e que promove cidadania”.

Em nota, a Prefeitura de João Pessoa informou que o programa Acesso Cidadão continuará a ser executado, atendendo cerca de 100 pessoas com deficiência e necessidades especiais, promovendo atividades esportivas e de lazer, aos sábados, na praia.

A deputada estadual Cida Ramos usou as redes sociais para criticar a reclamação das moradoras.

“A posição dessas moradoras nos faz pensar que a realidade em nosso país é cada vez mais difícil e se fortalece na ignorância e no preconceito”, ressaltou.

O ‘Acesso Cidadão’ leva pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida para aproveitar o fim de semana na praia e tomar banho de mar.

O projeto, que também prevê o acesso a jogos esportivos, lazer e cultura, é resultado de uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) com a Fundação Casa José Américo, a ONG Assessoria e Consultoria para Inclusão Social e a Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

RPP

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS