Tempo - Tutiempo.net

NO CEARÁ, PT APROVA CANDIDATURA DE CAMILO AO SENADO E ALIANÇA COM PDT

PT e PDT no Ceará

Na noite deste sábado, 29, o diretório estadual do PT no Ceará aprovou a resolução que permite a candidatura do governador Camilo Santana (PT) ao Senado Federal.

Na reunião realizada com as lideranças locais do partido, também foi aprovada a emenda que sinaliza a manutenção da aliança entre PT e PDT no Estado para o pleito deste ano.

Também foi aceita a aliança com outros partidos que compõem a base governista local.

“Fica aberto o diálogo com a base aliada do governador Camilo Santana, sobre a definição da chapa ao governo do estado, expressando o PT, seu reconhecimento ao importante papel desta coalizão para o sucesso da gestão petista no Ceará, reforçando a sua manutenção para derrotar o fascismo, evitar retrocessos no estado e assegurar as atuais e novas conquistas de melhorias de vida para o povo cearense”.

Na resolução, o PT Ceará esclarece que “a indicação do nome do atual governador Camilo Santana, para disputar a vaga de senador pelo Ceará, nas eleições de 2022, na certeza de que estarmos ofertando à aliança e ao povo cearense, a pré-candidatura de um homem público devotado ao Ceará e ao Brasil, que muito realiza como governador”.

A sigla também detalha que “nós fechamos quatro diretrizes: fazer a campanha do Lula no Ceará, manter a aliança entre PT e PDT, lançar Camilo senador e ampliar nossas bancadas de deputados estaduais e federais.

É o reconhecimento do PT ao governo do Camilo e a definição da nossa centralidade para a eleição deste ano”.

Mas apesar de manter a aliança com os trabalhistas, o PT não deixou de citar os ataques do pré-candidato a presidência, Ciro Gomes (PDT), contra o ex-presidente Lula (PT) e prestou solidariedade ao líder progressista por “ataques e agressões”.

Por fim, o PT destaca como primordial para as eleições deste ano a “construção de uma ampla aliança para as eleições” no Ceará e diz que Camilo será o “senador de Lula” caso o partido não ocupe a cabeça de chapa para o governo cearense.

“Na hipótese de construção de uma aliança em que não caiba ao PT a indicação do cabeça de chapa, a campanha ao Senado do governador Camilo será a âncora principal a partir da qual se organizará o palanque da campanha Lula em nosso Estado. Camilo senador do Lula”.

Gabriel Barbosa

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS