Tempo - Tutiempo.net

O “hábil” Temer erra e lança “pacote de recuos” na Previdência

O desespero toma conta do Palácio do Planalto

O medo bateu firme no governo Temer

Michel Temer mostrou que está apavorado com a possibilidade de rejeição total – ou quase total – de sua proposta de reforma previdenciária.

E, em consequência, anunciou um “pacote de recuos” na entrevista que deu hoje a José Luiz Datena, na Bandeirantes.

Nas regras de transição para o novo regime; pensões; nas regras para trabalhadores rurais; nos benefícios de prestação continuada e na aposentadoria de professores e policiais.

Disse que inegociável é a idade mínima, mas também nisso terá de ceder, talvez nas próprias regras de transição e não tocou na questão dos 49 anos de contribuição.

Duas outras questões que geram imensa polêmica.

Tantos recuos de uma só vez enfraquecem a posição do governo na cooptação de parlamentares.

Na prática, tudo volta à estaca zero até que se anuncie, nas mudanças admitidas, quais serão as regras a serem votadas.

Dificilmente o relator, Arthur Maia, conseguirá, mesmo nisso, produzir uma fórmula mágica, aceitável a todos.

A esta altura, o Governo aceita aprovar qualquer coisa, para não sofrer uma derrota.

A questão, agora, é que a reforma já ganhou, pela brutalidade original, a rejeição pública e dela dificilmente se livrará com ajustes, por mais extensos que sejam.

E os deputado sentiram na prática a sua possibilidade de colocar o pé no pescoço do governo.

Como dizem os gaúchos antigamente, cachorro que comeu ovelha, não tem jeito, só matando.

FERNANDO BRITO

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS