Oposição quer ouvir Tuma Jr. sobre denúncias contra governo Lula

 

O livro em que o ex-secretário nacional de Justiça Romeu Tuma Jr. faz graves denúncias sobre o governo Lula promete fazer barulho no Congresso Nacional. Após a revista Veja adiantar material de Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado, deputados da oposição prometem convidar Tuma Jr. para detalhar o material de seu livro.

Líder do PSDB na Câmara, o deputado Carlos Sampaio (SP) disse que vai requerer no início desta semana à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado a realização de audiência pública com a presença de Tuma Jr.

– O ex-secretário Tuma Jr, que fez parte do alto escalão do governo Lula por três anos, confirmou (em entrevista à revista Veja) tudo aquilo que sempre denunciamos: a fábrica de dossiês petista, o até hoje obscuro assassinato político do prefeito Celso Daniel e a existência de uma conta no exterior para onde foram enviados os recursos do mensalão, entre outras afirmações graves.

Segundo o tucano, “até mesmo a investigação sobre o cartel do metrô em São Paulo, que o ministro (da Justiça) José Eduardo Cardozo negou ter sido fruto de exploração político-partidária, obedeceu ao modus operandi usual”.

– Surge um dossiê apócrifo e em seguida é encomendada à Polícia Federal uma investigação sigilosa que não permite sequer ao denunciado qualquer chance de defesa. Ao fim, quando provadas a improcedência da ação e a inocência do acusado, já é tarde demais – ele já foi vítima do que Tuma Jr chamou de ‘assassinato de reputações’.

Justiça

Sampaio diz esperar que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tenha a mesma agilidade e disposição para investigar o conteúdo do livro que demonstrou em relação ao “dossiê apócrifo vazado à imprensa”, apesar do que chamou de “predileção do ministro por documentos sem autor”.

– Ao contrário do dossiê anterior, esse tem conteúdo facilmente comprovável, além de ser assinado por alguém que carrega uma reputação pessoal e familiar histórica e que esteve dentro do próprio governo. Vamos ver qual será o procedimento do ministro da Justiça.

Fonte: R7

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS