PMDB reafirma aliança Dilma-Temer em 2014

Ao contrário de outros partidos, que ainda definem seu rumo para 2014, o PMDB já sabe o que quer: Dilma Rousseff e Michel Temer. A repetição da chapa vitoriosa em 2010. Foi isso o que o PMDB definiu, em convenção nacional, realizada neste sábado em Brasília.

 

Essa decisão da cúpula do PMDB praticamente fecha as portas para outros integrantes do partido, como o governador Sergio Cabral, que também pleiteava a vaca para ser vice de Dilma.

 

Temer, segundo a direção do partido, é o único que une todas as correntes da sigla.

 

O senador Valdir Raupp (PMDB/RO), no entanto, avisou que o PMDB terá candidato próprio à presidência da República em 2018. “A partir desta Convenção precisamos nos esforçar para assegurar ao PMDB o maior número de governadores, de deputados federais e estaduais, e de senadores. Unidos estaremos prontos para, em 2018, lançar candidato próprio à Presidência da República”, afirmou.

 

Internamente, o nome mais forte na sigla é o do prefeito Eduardo Paes, que, dois anos antes, terá conduzido os Jogos Olímpicos de 2016.

Fonte: Brasil 247

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS