PSDB nega, mas PMDB contabiliza votos da maioria dos senadores tucanos

Apesar de o PSDB ter anunciado apoio à candidatura de Pedro Taques (PDT-MT) à presidência do Senado, o senador tucano Flexa Ribeiro (PA) foi eleito nesta sexta-feira, por acordo e com facilidade, para a 1ª Secretaria da Mesa Diretora.

 

O grupo de Renan Calheiros (PMDB-AL) chegou a ameaçar tirar a vaga do PSDB, mas após contabilidade dos votos secretos dos 78 senadores, peemedebistas afirmavam, nos bastidores, que a ameaça não foi cumprida porque a maior parte da bancada de 11 senadores do PSDB teria votado em Renan.

 

A aposta era que seis ou sete tucanos votaram em Renan, o que foi negado pelo PSDB. O líder tucano, Álvaro Dias (PR), negou que tenha havido acordo de olho no cargo, que funciona como uma prefeitura do Senado e movimenta milhões em contratos de administração:
– Por mim a gente abria mão desse cargo.

Fonte: O Globo

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS