‘Quando eu mato a cobra,eu mostro é a cobra’,diz vereador

“Quando eu mato a cobra eu não mostro o pau não. Eu mostro é a cobra” , e assim, o vereador Tonhe Branco (PSC) em discurso na Tribuna da Câmara nesta quinta-feira (9) , soltou o verbo contra o vereador Edivaldo Lima (PP) . O edil defende projeto de sua autoria onde reivindica para a comunidade do Aviário obras de pavimentação. Bastante revoltado e sem papas na língua, Tonhe Branco falou que nunca viu o vereador Edivaldo Lima no bairro citado para que o mesmo venha requerer ser o ‘pai da criança’ e, se “o prefeito José Ronaldo fazer a obra e pôr o nome de outro, a camisa vai mudar”.
Ele também ressaltou que Feira de Santana não possui um sistema de transporte.”Antes de ser vereador, os ônibus quebravam, e hoje, eles quebram são todos os dias. Não vou votar em projeto nenhum que beneficie empresários. Não dependo de empresário.Quem vota em mim é o povo”, afirmou.
Edivaldo Lima (PPS) por sua vez, defendeu-se da acusação de seu colega, alegando que desde 30 de janeiro de 2013, antes dos serviços na Casa da Cidadania iniciarem, fez um projeto para a pavimentação da rua Três Irmãos que contemplaria o bairro Aviário. Edivaldo ainda falou que o vereador não fala a verdade quando diz em ficar a favor do povo, pois Tonhe Branco não votou em um projeto de sua autoria sobre o Sistema de Transporte da cidade onde busca resolver os problemas neste setor. E disse mais:” Eu não falo.Eu provo.”

Fonte: Por Edicarlos Silva e Lizangela Veiga

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS