Renan fica sem comida em casa após suspensão de licitação superfaturada

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Segundo assessoria, família do presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), está comendo em restaurantes desde o início da semana após licitação superfaturada ser suspensa.

A licitação preparada pelo setor ligado à Diretoria Geral da Casa previa, entre outros itens da boa gastronomia, 25 quilos de camarão vermelho grande, 20 quilos de frutos do mar, 1,7 tonelada de 33 tipos diferentes de carnes, sendo 100 quilos de filé mignon, além do trivial arroz e feijão. Por seis meses, a licitação tinha um custo orçado em R$98 mil.

Mesmo assumindo que a licitação estava superfaturada pela assessoria de Renan, os R$ 98 mil por seis meses ainda está muito abaixo dos R$ 290 mil pagos pelo Senado no ano passado para abastecer a residência quando estava lá o ex-presidente José Sarney. Com residência própria em Brasília, Sarney nem ocupava permanentemente a residência oficial.

Fonte: Redação / O Globo

OUTRAS NOTÍCIAS